Luís Renato Costa
Sou mais presente na ausência.
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

Nada dura para sempre
Nada dura para sempre, o frio, o calor, a paz, a agonia,
O sol, a luz, o mar, a nuvem, a dor, a noite, o amor, o dia.
Tudo se esvai em segundos, tudo se esvai num repente,
Na vida, onde tudo é instável, tudo é passado, nada é presente.

Com mãos sempre postas no ar, buscamos em vão encontrar,
Correntes de aço bem fortes, prontas a nos segurar,
Tal como fixam naus, nas águas revoltas do mar.

Mas no balanço das ondas, nada é firme, nada é chão,
O que parece forte, feito ferro, feito pedra, em verdade não é não.  
Tudo quebra, tudo acaba, e ao final, o que resta é um vazio coração.  
Luís Renato Costa
Enviado por Luís Renato Costa em 03/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários